''Um adendo por favor, seres lindos que leem meu blog!
Preciso que entendam, se possível for, uma coisinha (básica), não escrevo textos pondo EU ali, ou então relatando minhas singelas emoções/vivencias/sentimentos... Para isso existem diários e cartinhas, como na pré adolescência. Então, please! São apenas palavras que surgem e acabam encaixando-se, e logo tornam-se uma escrita, uma frase, um texto (legal ou não)
Só queria dizer...''


segunda-feira, 17 de junho de 2013

Sempre volta

Boba que sou, com meus sorrisos tímidos e meus passos lentos.
Sou a toa, com minhas vontades insanas e minhas palavras soltas, jogadas ao vento.
Eu posso estar calada, mas sei bem tudo o que digo, posso estar fechada mas sei muito de tudo o que sinto.
Acho que isso não é solidão, tão pouco companhia, é algo que não se define nem se reprime, solta-se, deixa-se ir, e se vai... Mas volta, sempre volta!
Eu hoje não quero nada, um cigarro talvez, pego meu copo meio vazio e sigo refletindo os dias e as noites vividas e vivenciadas.

 Fabíola F. Silveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário